Consultoria, Dicas, Gestão de Empresas

Entenda os princípios e requisitos para tratamento de dados

Com a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) em vigor, todos os princípios e requisitos para tratamentos de dados mudaram. Desde a captação até a exclusão, passando pela manipulação e pelo armazenamento, é preciso seguir uma série de regras para garantir a segurança das informações de seus clientes, parceiros e funcionários.

Para evitar vazamentos e outros problemas no tratamento de dados em sua empresa, veja abaixo quais são essas regras, de acordo com a LGPD:

Sobre a captação de dados

A captação de dados só pode ser feita com o consentimento do titular das informações. E o titular deve ter conhecimento de como e porque esses dados serão utilizados. Essa coleta deve estar de acordo com a lei, sendo proibido recolher dados com fins discriminatórios ou ilícitos.

É preciso deixar claro que os dados requisitados devem ser necessários para o processo feito com eles. Além disso, o titular dos dados pode retirar o consentimento de uso a qualquer momento, por um processo que seja simplificado.

Sobre o armazenamento e a manipulação de dados

O tratamento de dados após a coleta também deve ser completamente transparente para o titular, que tem o direito de saber como seus dados serão armazenados. Qualquer uso ou alteração nas informações de um titular devem ser alertadas, e seu consentimento deve ser levado em conta.

Outro ponto importante é que a empresa em questão deve ficar com toda a responsabilidade pela segurança dos dados coletados. Todo o processo de tratamento de dados deve ser feito de forma segura para protegê-los de danos e vazamentos que possam prejudicar tanto a empresa quanto o titular dos dados.

Sobre a exclusão de dados

Quando um titular retirar o consentimento de uso das suas informações, a empresa precisa excluí-las do banco de dados. Do mesmo modo, caso a empresa não precise mais dos dados do titular e vá fazer a exclusão, precisa avisar ao titular. Do começo ao fim, esse precisa ser um processo claro e transparente.

Esses são os princípios básicos de como fazer o tratamento de dados em sua empresa de acordo com a LGPD. Os processos não devem ser difíceis, e todos os titulares de dados envolvidos devem estar cientes de cada etapa do tratamento.

Por que cuidar do tratamento de dados na sua empresa?

Implementar um tratamento de dados que siga os princípios da LGPD não beneficia apenas os titulares dos dados. Na verdade, isso traz grandes benefícios para sua empresa. Por exemplo:

  • Maior segurança cibernética para as informações da sua empresa;
  • Maior confiabilidade entre a empresa e os clientes;
  • Armazenamento de dados importantes e necessários, apenas, o que facilita alguns processos;
  • Aprimoramento da comunicação interna e externa da empresa;
  • Melhor padronização dos processos em geral para otimizar o tratamento de dados.

Um tratamento de dados feito com segurança, consentimento e organização faz bem para ambos os lados do relacionamento entre cliente e empresa. E também faz bem para fornecedores, sócios, parceiros e funcionários. Não há quem não se beneficie de mais segurança e menos riscos de vazamentos e danos.

Mas é importante ressaltar que nada será feito da noite por dia. Otimizar o tratamento de dados em sua empresa é algo que deve ser organizado e planejado, sem pressa para resolver todos os problemas de uma vez só.

O tratamento de dados segundo a LGPD já é uma necessidade em todas as instituições brasileiras, sejam elas do setor público ou privado. Por isso, se sua empresa ainda não começou a organizar os novos processos para o tratamento de dados, a hora é agora.

Para saber mais sobre gestão e segurança de dados, acesse o site da TRIYO e confira nossos posts!

Previous ArticleNext Article

Equipe TRIYO

Fale Conosco no WhatsApp